Marketing Digital

Guia completo para estruturar uma estratégia de marketing digital

15 Janeiro, 2019 |
Search

O Marketing Digital é um conjunto de acções que uma empresa executa, nos meios online, que tem o objetivo de criar relacionamentos, atrair novos negócios e desenvolver uma identidade de marca. Entre as suas estratégias, podemos destacar o Inbound Marketing, o Marketing de Conteúdo e o SEO.

Com a evolução da tecnologia e o acesso à internet cada vez mais facilitado, os consumidores se tornaram digitais e os smartphones se transformaram, praticamente, em extensões dos corpos das pessoas. O Marketing Digital, portanto, deixou de ser uma escolha para se tornar uma imposição de mercado.

Isso significa que, se tem um negócio e não está a fazer marketing digital de forma profissional, pode estar a perder óptimas oportunidades de vendas. Em outras palavras, adoptar o marketing digital na sua empresa tornou-se algo primordial para ter sucesso e conquistar mais competitividade.

Neste texto, vamos mostrar como estruturar uma estratégia de marketing digital. Vamos destacar sua importância e as melhores práticas para a geração dos resultados esperados. Falaremos de todo o processo, desde o planeamento até a medição. Curioso? Então, acompanhe o texto!

Quais os benefícios de estruturar a estratégia de marketing digital?

É bem provável que tenha consciência da importância de criar e estruturar a sua estratégia de crescimento com foco nas tendências de marketing digital e naquilo que já dá óptimos resultados. Através dessa metodologia, faz com que seu negócio tenha mais presença, autoridade e resultados. Logo abaixo, destacamos alguns dos principais benefícios do marketing digital. Veja!

Conquistar presença online

Hoje em dia, ao ter contacto com alguma empresa, as pessoas já procuram o seu site ou blog de forma imediata. Elas querem saber mais informações, ver os comentários e avaliações das pessoas e verificar se a marca tem uma boa reputação no mercado. Só depois disso é que o utilizador decide se fará uma compra ou não.

Para que a empresa tenha um final feliz na vida, é essencial que tenha uma presença online consistente, em diversos canais, de forma que o consumidor encontre a marca na internet. Como as pessoas estão o tempo inteiro na web, é essencial que o seu negócio também esteja por lá, a fim de marcar presença na mente dos consumidores.

Gerar engagement com o público

Mais uma vantagem do marketing digital é que possibilita que as empresas criem relações duradouras com seu público. Uma grande diferença é que essa metodologia possibilita que as marcas criem conteúdos relevantes, fazendo, assim, com que os clientes possam dar respostas e interagir com as marcas.

E-book Como Divulgar o Meu Negocio PT | E-goi

Através dessa interatividade, os laços que se criam entre pessoas e organizações podem ser muito fortes. Num mercado em que a concorrência está cada vez mais agressivo, conquistar o engagement do público é essencial para ter melhores resultados e se estabelecer em um cenário de crescimento contínuo.

Conquistar a fidelização dos consumidores

A relação não termina no momento em que uma venda é concluída. Muito pelo contrário. É essencial que as empresas continuem o relacionamento com os clientes, a fim de que eles sejam fidelizados. Lembre-se de que o famoso boca a boca se ampliou e, agora, nos meios online, ele pode alcançar muito mais gente.

Na internet, existem diversas ferramentas para que não perca o relacionamento com os clientes. Conteúdos de blog, por exemplo, podem continuar nutrindo uma relação, de forma que uma recompra seja estimulada. Nesse contexto, além da possibilidade de fidelizar, pode conquistar embaixadores da sua marca, ou seja, clientes que defendem sua empresa com unhas e dentes.

Ganhar autoridade no mercado

Empresas que trabalham o marketing digital de forma consistente têm grandes chances de fazer com que a sua marca se transforme numa verdadeira autoridade. Através de conteúdos de valor, a marca pode tirar dúvidas, resolver problemas e atender aos anseios do seu público.

Dessa maneira, ela se torna uma autoridade para a sua audiência, que passa a confiar nela. Além disso, outros públicos — como veículos de comunicação, formadores de opinião e até mesmo concorrentes — passam a ver a empresa como referência e começam a citá-la em seus conteúdos.

Segmentar a audiência

Ao contrário daquilo que acontece nos meios tradicionais de comunicação, no marketing digital é possível falar com uma determinada audiência de uma forma muito específica. É possível que a empresa crie a mensagem certa e a divulgue para pessoas que estejam de facto interessados naqueles conteúdos.

Apesar de o potencial de alcance da web ser infinito, um dos seus grandes diferenciais é o poder de segmentar um público. Essa segmentação é possível desde o primeiro contacto do utilizador com a empresa, através de media paga nas redes sociais ou no Google, por exemplo. Isso faz com que a experiência do utilizador seja mais satisfatória, gerando uma percepção positiva das pessoas em relação às marcas.

Conquistar resultados a longo prazo

O marketing digital oferece a possibilidade de divulgar a empresa através de meios pagos e orgânicos. Entre os meios orgânicos, destacamos as estratégias de marketing de conteúdo e SEO. Um blog jamais perderá, por exemplo, os conteúdos publicados e a reputação que conquistou ao longo do tempo.

Um post no blog pode ser acedido anos depois de sua publicação e, assim, gerar mais acessos e conversões. Dessa forma, é importante dizer que uma estratégia bem pensada e desenvolvida possibilita activos para a marca, que continua a conquistar resultados com os posts ao longo do tempo.

Medir os resultados

Ao contrário do marketing offline, no marketing digital é possível medir os resultados de forma exacta e detalhada. Uma vez que a internet permite rastrear os dados dos clientes, é possível saber com total precisão quem exatamente acedeu à sua página, quantas pessoas compraram e qual foi o retorno dos investimentos.

Para tanto, inúmeras métricas estão disponíveis nas redes sociais, através das plataformas de anúncios — como Google Adwords e o Facebook Ads — e pelos sistemas de análise de dados — como o Google Analytics.

Como criar uma estratégia de marketing digital?

Quando se fala em marketing digital, muitos gestores pensam que trata-se de uma estratégia complexa. De facto, os resultados podem demorar um pouco a aparecer, mas existem diversas boas práticas que podem ser executadas com muita facilidade, além de poucos investimentos de tempo e recursos.

A seguir, vamos mostrar as melhores formas de você criar uma boa estratégia de marketing digital. Acompanhe os próximos tópicos e confira!

Acções no blog ou no site

Uma óptima forma de colocar uma estratégia de marketing digital é criar um site e blog. Dessa forma, é possível produzir artigos relevantes para a sua audiência, de maneira a interagir com as pessoas, construir relacionamentos e conquistar os resultados esperados.

Na hora de escrever os artigos, por exemplo, lembre-se de basear os títulos nas palavras-chave mais buscadas. Isso será muito importante para deixar sua empresa bem posicionada nas buscas dos termos que os seus potenciais consumidores procuram no Google. Para avançar, pode investir nos estudos de SEO.

Uma outra ideia essencial é incluir CTAs (Calls to Action ou Chamadas para Acção) em todo lugar que conseguir: no site, no blog e em todos os materiais que divulga pela internet. O CTA, como o próprio nome sugere, tem a missão de estimular o usuário a ter algum tipo de ação — como fazer o download de algum material ou realizar uma compra.

Também não esqueça de trabalhar imagens atraentes em seus posts e materiais. É cada vez mais imprescindível utilizar fotos que chamem a atenção da sua audiência para que sua marca tenha mais destaque na internet. Entre as diversas possibilidades de bancos de imagens, pode usar o Unsplash ou o Visual Hunt.

Estratégias nas redes sociais

As redes sociais, como o nome indica, são espaços para socializar com seus actuais e futuros clientes. Dessa forma, pode aproveitar os conteúdos publicados no seu site ou blog através de chamadas nas redes sociais. Trata-se de uma óptima oportunidade de mais pessoas conhecerem os conteúdos antigos que você produziu.

Uma outra sacada é incluir links para landing pages em posts nas redes sociais. Pode aproveitar a capacidade de disseminação das redes sociais para divulgar CTAs com link direto para elas. Essa acção simples pode fazer com que impulsione o número de leads captados.

Além disso, aproveite para promover seus conteúdos para mais pessoas. No Facebook, por exemplo, pode impulsionar suas publicações para alcançar mais pessoas e assegurar mais resultados nas divulgações de e-books e até mesmo nas vendas dos seus produtos ou serviços.

Actividades em e-mail marketing

O e-mail marketing é uma poderosa ferramenta para interagir com seus consumidores. Com ele, pode segmentar suas mensagens, de maneira que as pessoas vejam conteúdos que de facto sejam interessantes para elas. Ao investir na segmentação do seu público, consegue enviar e-mails sobre tópicos que os potenciais ou actuais clientes já demonstraram algum tipo de interesse.

Além disso, também pode mandar ofertas num e-mail exclusivo. Sempre que publicar um novo material para download — como um webinar ou um e-book —, por exemplo, é possível enviar um e-mail para a sua base poder aceder ao conteúdo. Essa prática gera muitos resultados do que apenas enviar em uma newsletter, que conta com diversos outros materiais.

Acções para gerar conversões

Gerar conversões é um objetivo do marketing digital, certo? Elas podem acontecer desde o fecho de uma página, até a concretização de uma venda de um produto ou serviço. Uma das principais ferramentas para gerar conversões são as landing pages, nas quais pode colectar uma grande quantidade de leads.

Para que as coisas aconteçam da melhor forma possível, é interessante que simplifique a conversão o máximo possível. Verifique se as informações da landing page, por exemplo, são essenciais e certifique que o utilizador está a ter uma boa experiência para realizar as conversões. Quanto menos barreiras para o utilizador, melhor.

Webinar Como Divulgar o Meu Negocio PT | E-goi

Como estruturar a estratégia de marketing digital?

Como dissemos no início do texto, muitos empresários acham que estruturar a estratégia de marketing digital é algo extremamente complexo e que só as empresas com equipa e recursos podem trabalhar com a metodologia. Pensar dessa forma é um grande erro. Hoje em dia, marcas de qualquer tamanho podem-se estabelecer no marketing digital de forma profissional e consistente.

Para estruturar sua estratégia, é preciso antes de qualquer coisa fazer um planeamento, de forma que saiba claramente o que a empresa executará nos mais diversos meios online. Para que alcance seus resultados esperados e bata suas metas, é essencial determinar os objetivos que pretende alcançar.

Um trabalho de marketing digital pode envolver a divulgação da empresa, de um produto ou serviço e outras questões. Por isso, será preciso um norte para que as acções sejam devidamente concretizadas.

Para que o planeamento da sua estrutura seja eficiente, é preciso olhar para dentro da empresa e entender as particularidades do empreendimento. Por isso, vamos mostrar os principais passos para você estruturar a estratégia de marketing digital do seu negócio. Vamos lá?

Pesquisa

A pesquisa é o primeiro passo para ter uma sólida estrutura de marketing digital. É justamente ela que apontará todos os rumos para as suas acções de comunicação. Nesse primeiro momento, portanto, pode traçar seus objectivos e relacioná-los com as oportunidades que o mercado oferece.

Dessa forma, será crucial definir metas para a sua comunicação e, consequentemente, poderá perseguir os resultados almejados. Nessa etapa, também deverá considerar o cenário em que sua marca está inserida, ou seja, é o momento de descobrir informações a respeito dos concorrentes e das formas que eles ocupam espaço na web.

Uma vez que sabe como a concorrência se posiciona, é possível identificar lacunas, além de assegurar que não repetirá conteúdos para a sua audiência. A questão do público, aliás, é primordial, pois precisa saber com quem falará. A sua mensagem só terá uma ampla propagação se usar a linguagem a fim de atingir as pessoas que seu negócio procura impactar.

Prática

Após realizar a pesquisa, é o momento de partir para a prática. É aí que definirá os canais que serão utilizados na sua estratégia — sempre tendo em mente os objetivos que foram estabelecidos de forma prévia, o público-alvo e a análise dos concorrentes.

Em seguida, é o momento de criar os conteúdos relevantes, que são essenciais para uma estratégia de marketing digital bem-sucedida. Não se esqueça de que é nessa etapa que a marca define aquilo que será divulgado e como os conteúdos chegarão ao público da empresa.

Para aperfeiçoar esse trabalho, lembre-se sempre de utilizar as boas práticas de Search Engine Optimization (SEO), que é essencial para que a sua organização seja encontrada no Google e alcance mais pessoas.

Site

O site institucional é um instrumento poderoso para a empresa que quer se estabelecer no marketing digital. Em primeiro lugar, aumenta a credibilidade da marca — afinal, quando os utilizadores procuram a sua empresa, precisam saber se o negócio é confiável e sério. Em segundo, o site é mais um canal onde as pessoas podem encontrar sua marca.

Além disso, é primordial que as suas atividades de marketing direcionem os utilizadores para um canal onde elas possam fazer a solicitação dos seus produtos e serviços, tornando-se clientes da sua empresa.

Blog

O blog pode ser considerado a casa do marketing de conteúdo. Trata-se de um excelente canal em que se comunica com sua audiência de forma exclusiva, sem distrações ou interferências que as redes sociais podem causar.

Geralmente, os blogs são muito fáceis de serem administrados e editados, o que facilita que empresas de todos os portes toquem uma estratégia de marketing digital de forma económica, prática e rápida.

Por fim, os blogs são óptimos para optimizar conteúdos, de forma que melhore seu posicionamento no Google. Isso traz mais visibilidade para o seu negócio e amplia o poder de atracção em relação a actuais e futuros clientes.

Redes sociais

Como não poderia deixar de ser, as redes sociais são aspectos essenciais para atingir os objetivos previamente estabelecidos. Obviamente, é preciso ficar atento às particularidades de cada rede. Isso significa que a linguagem utilizada no Facebook é diferente daquela do Instagram e assim sucessivamente.

Além disso, precisa ter em mente que é necessário estar na rede social que o seu utilizador se encontra. Ou seja, não adianta estar no LinkedIn, por exemplo, se a grande maioria dos seus potenciais clientes utilizam apenas o Facebook, o Instagram, e o WhatsApp. Essa compreensão é essencial para ter sucesso na sua estratégia.

E-mail marketing

O e-mail é mais um canal poderoso de relacionamento com os consumidores. Embora muita gente considere que é algo ultrapassado, está mais vivo do que nunca. Assim como acontece nas redes sociais, é essencial ficar atento aos seus potenciais consumidores.

A partir do momento que conhece seus potenciais clientes, entende suas necessidades, motivações e desejos. A partir daí, é possível criar mensagens totalmente alinhadas com os comportamentos e hábitos das pessoas que pretende transformar em compradoras dos seus produtos ou serviços.

Cronograma

Definidos os canais, é essencial ter total atenção à montagem do cronograma. Através dele, é possível realizar um efectivo controle da frequência das actualizações e das distribuições do conteúdo na web, conforme as particularidades do seu público.

O cronograma pode ser feito através de planilhas, mas há ferramentas modernas que optimizam esse processo, como é o caso do OpenProject e do Microsoft Project.

Monitoramento

Naturalmente, é essencial que monitore todos os resultados alcançados. Essa questão está relacionada a verificar números, como:

  • visitantes no site;
  • páginas com maiores acessos;
  • origens das visitas;
  • compras dos produtos;
  • entre outras informações.

O Google Analytics, por exemplo, é um serviço gratuito que pode ser essencial nessa acção. Através de dados e informações trabalhados em conjunto com o planeamento, basta apenas repensar as acções, de forma que seja eliminado o que dá errado e avance naquilo que traz boas respostas.

Como medir os resultados alcançados?

Medir os resultados do marketing digital é essencial para que a estratégia seja a mais acertada possível. Afinal de contas, os números mostram onde está a errar mais e apontam as direcções para corrigir as falhas, que revelam valiosas oportunidades. Para tanto, as métricas são essenciais para identificar se a sua estratégia de marketing digital vale a pena. Abaixo, destacamos as principais.

Retorno sobre investimento (ROI)

O Retorno sobre investimento (ROI) é uma das métricas mais importantes em qualquer tipo de negócio. No marketing digital, não é diferente. Afinal, é essencial que conheça o retorno gerado a partir de uma acção específica. Para calcular o ROI, basta seguir a seguinte fórmula:

  • ROI = receita obtida – valor investido / valor investido.

Custo de Aquisição por Cliente (CAC)

O Custo de Aquisição por Cliente (CAC) serve para entender quanto deve investir para conquistar um novo consumidor. Nesse caso, é importante incluir diversos custos envolvidos, como salário da equipa e investimentos em medias. Assim, deve somar as despesas do marketing e das vendas, num período determinado, comparando com o número de novos clientes que entraram. Para calcular o CAC:

  • CAC = despesas + investimentos gerais marketing e vendas / número de novos consumidores em um determinado período.

Ticket médio

O Ticket médio é uma métrica que identifica o valor que cada consumidor gasta, em média, nos produtos ou serviços de sua empresa. Caso identifique um ticket médio baixo, pode implementar estratégias para incrementá-lo, como crosselling e upsselling. Para calcular o ticket médio, basta seguir a seguinte fórmula:

  • Ticket médio mensal = receita mensal / número de consumidores do mês.

Custo por lead (CPL)

É um facto que nem todas as acções de marketing digital têm o objetivo de gerar leads. Algumas empresas arriscam vender, por exemplo, sem estabelecer uma efetiva relação com os clientes.

Porém, a interação com os potenciais consumidores é cada vez mais essencial para os resultados da empresa. Um Custo por Lead (CPL) alto, por exemplo, indica que as conversões de leads em compradores são óptimas. Por isso, quanto mais baixo for o CPL, melhor. Para calculá-lo:

  • CPL = Investimento geral na campanha / número de leads gerados.

E então, o que achou dessas ideias? Esperamos que esse guia voltado para estruturar uma estratégia de marketing digital seja essencial para conquistar mais presença, autoridade e resultados.

Como vimos ao longo do texto, o marketing digital é uma estratégia democrática e pode ser aplicada em e-commerces, no retalho físico, na indústria e onde quiser, em negócios de todos os portes. Com paciência, comprometimento e foco é possível conquistar resultados surpreendentes.

Se acha que este conteúdo será útil para outras empresas, compartilhe-o em suas redes sociais. Pode pensar que estará a entregar uma informação valiosa para a concorrência — e isso até pode acontecer —, mas, uma vez que mais empresas se profissionalizam,, mais oportunidades se abrem no mercado. Ou seja, no fim das contas, todos ganham e se destacam em seus negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.