Search
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Estratégias touchless para otimizar nossos negócios em 2021.

Muitas empresas têm tido dificuldades em aderir à transformação digital e isto pode ser devido a várias causas, mas uma das mais importantes é que na grande maioria dos casos, estão mais focados na parte digital do que na transformação .

A transformação digital tem que começar mas nem sempre é percebida com uma necessidade urgente de mudar. Os modelos de negócios evoluem e, somente nos adaptando, seremos capazes de manter o nosso à tona.

Por onde começo?

  • Reflita sobre os processos do seu negócio

Somente conhecendo profundamente nossa empresa poderemos saber quais são os aspectos que podem ser melhorados e / ou aprimorados. Como posso obter maior eficiência? O que eu preciso para alcançar os clientes? Como posso aumentar o nível de confiança no meu estabelecimento ou produtos? É possível melhorar a experiência de compra?

Controlando cada detalhe do que acontece no nosso negócio e sendo autocríticos, podemos trabalhar nos pontos mais fracos para nos mantermos competitivos.

  • Entenda o novo consumidor

O consumidor que já era digital é muito mais hoje. Além de ficar mais tempo em casa, o medo de fazer compras em pontos de venda físicos aumentou exponencialmente o percentual das vendas online. E quando a aquisição acaba sendo realizada pessoalmente, o cliente espera que os pontos de contato sejam reduzidos ao mínimo possível, ou até eliminados.

Por isso é tão importante monitorarmos as necessidades dos clientes em todos os momentos, mesmo antecipando-as.

  • Integre as soluções que facilitem o seu dia a dia

Tendo claras as suas necessidades por um lado e as dos clientes por outro, é apenas uma questão de encontrar as estratégias que lhe permitem otimizar os seus recursos.

Por exemplo, seu produto é de alto contato? Disponibilize online todas as informações disponíveis sobre o mesmo, utilize realidade aumentada para que possa ser vivenciado, agregue avaliações de outros clientes … Ou seja, disponibilize através de outros canais todas as informações que o cliente teria presencialmente para minimizar o tempo da experimentação física. Desta forma, além disso, você conseguirá que o fluxo de pessoas em loja seja menor.

Resumindo, se a confiança já era importante, na era (pós) Covid é essencial. Portanto, a adoção de estratégias que melhorem a experiência do cliente deve ser uma prioridade em seu planejamento para 2021.

Se você deseja conhecer mais ideias para implementar em seu negócio hoje, baixe nosso e-book Retail Touchless Experience totalmente gratuito.

E faça do seu varejo uma empresa com futuro!

BAIXAR E-BOOK »

O seu planejamento de projeto é eficiente? Preparamos um post recheado de dicas práticas para torná-lo o melhor. Vem conferir!

O planejamento de projetos é parte fundamental para uma agência de sucesso. Isso porque a organização reina no escritório, e toda equipe tem, de forma esclarecida, as próprias responsabilidades para a concretização do serviço.

Podemos dizer que, a partir do momento em que o planejamento é implementado na agência, a equipe trabalha como uma orquestra musical: tudo está e se mantém em ordem – recursos necessários, escopo de trabalho, equipe à disposição. Agora é só colocar as mãos na massa.

Confira agora as 6 dicas da e-Goi para construir um plano de projetos eficiente. Acompanhe!

1. Conte com o escopo de trabalho de toda a equipe

A definição do escopo do projeto é uma das primeiras coisas que devem ser feitas na construção de um planejamento eficiente. É nesse passo que são definidas as questões que levarão o projeto a um patamar superior de sucesso, como a abordagem e os processos utilizados em toda a execução.

Saiba que todo e qualquer projeto que a sua agência for trabalhar necessita de um escopo esclarecido, direto e recheado de informações relevantes, como datas, deadlines, estratégias de relacionamento com o público-alvo e o real impacto do projeto para o cliente.

Lembre-se de que esse escopo deve ser um dos materiais-base para a execução do trabalho. Por isso, toda a equipe relacionada a ele deve ter acesso e compreender o que e quando cada serviço deve ser realizado em cada etapa.

2. Tenha recursos bem definidos

Assim como o escopo, os recursos necessários para a execução do projeto é outro ponto essencial para o sucesso do trabalho. Como “recursos”, estamos nos referindo a tudo que é necessário para um projeto de qualidade, inclusive os colaboradores responsabilizados por cada tarefa.

É trabalho da gestão encontrar membros da equipe que tenham o conjunto de habilidades necessário para um resultado eficiente em cada etapa. Por isso, é essencial que você observe as qualidades dos colaboradores. Saiba que “tapar buracos” ou improvisar na equipe não devem ser uma opção.

Então, antes de dar início à execução, reúne todos os colaboradores preparados para o serviço e garanta que estejam disponíveis para as datas necessárias. Caso não encontre um colaborador pronto para o projeto, vale a pena considerar a contratação ou a terceirização de um profissional excelente. 

3. Construa cronogramas detalhados

Como você deve saber bem, o escopo não é o único documento que esclarece os procedimentos do projeto. Para ter um planejamento eficiente de projetos na sua agência, você deve aplicar-se em definir cronogramas detalhados para cada etapa do projeto. 

Observe essa responsabilidade como um relógio para o plano de ação: quanto tempo a agência tem para entregar o trabalho; quanto tempo cada etapa demanda? Seja detalhista para definir esses períodos, mas não observe apenas a demanda. É necessário conhecer e levar em consideração o ritmo de trabalho dos colaboradores.

Conhecer a sua equipe e a proposta de projetos parecem ser o suficiente para construir bons cronogramas. Mas não é só isso: você também precisa levar em consideração os possíveis imprevistos para, assim, não permitir que o “relógio” do projeto perca o ritmo. Caso não encontre uma solução criativa para lidar com o percalço, mantenha a calma: justifique e atualize o cronograma!

4. Liste as etapas maiores

Já tendo o cronograma em mãos, a próxima etapa é reconhecer e listar as grandes etapas relacionados ao projeto de trabalho da sua agência. Esse ponto do planejamento também pode ser conhecido como EAP – ou Estrutura Analítica do Projeto.

Essa ferramenta serve para diagramar os níveis hierárquicos das tarefas e deve ser construída a partir de cada grupo responsável por cada etapa de trabalho. Há diversos modelos que podem ser utilizados para organizar essa listagem. O mais comum é o de cascata, em que as ações são sequenciadas e podem ser bastante detalhadas.

Considere que, nessa parte do projeto, todos os setores de entrega precisam andar juntos até a conclusão dele na agência. Você, como gestor, tem a responsabilidade de orquestrar a equipe para executar esse plano de sincronia das grandes etapas.  

5. Desenvolva um plano preliminar

Se o seu planejamento chegou até aqui, você já tem detalhado o que deve ser feito, quem deve fazer cada parte e quando devem ser entregues cada setor do projeto. Mas e as pendências? Chegou a hora de pensar no que deixou de ser feito.

A primeira coisa a se fazer é reunir todas as pendências relacionadas ao projeto e, então, incluí-las em um projeto que as resolva. Retorne ao escopo do trabalho e reveja onde cada questão pode ser incluída. Esse esboço precisa contar com informações que resolvam as pendências do trabalho, como:

  • prazo de entrega;
  • detalhamento da tarefa;
  • ações alternativas, caso apareçam imprevistos;
  • recursos necessários para realizar as tarefas pendentes etc.

Em suma, você deve montar um novo planejamento, baseado apenas no que deixou de ser feito. Esforce-se para que o esboço seja claro e completo, assim como os tópicos anteriores do planejamento do projeto em questão. 

6. Acompanhe tudo com frequência

Todo o plano foi estabelecido e compartilhado com a equipe, todos os colaboradores estão trabalhando no projeto, e agora? Chegou a hora de acompanhar tudo de perto. Além de você, gestor da agência, os responsáveis por cada setor também devem focar no trabalho de garantir que toda a equipe esteja produzindo conforme o cronograma. 

A gente sabe da importância que um líder tem para a sua equipe. Portanto, não permita que compromissos externos prejudiquem o acompanhamento do serviço. Caso aconteça, é necessário rever o plano de ação ou convocar um “braço direito” para guiar o planejamento.

Agora você já sabe como montar um planejamento de projetos eficiente não se esqueça de manter a comunicação ativa dentro da empresa e de aplicar as nossas 6 dicas deste post. Assim você e toda a equipe vão usufruir dos ganhos de um bom plano de trabalho na agência! 

E aí, qual dica você mais curtiu? O que você já tem implementado na rotina de serviços? Qual é o seu segredo para manter o planejamento bem estruturado? Compartilhe o seu depoimento por meio da caixa de comentários a seguir!

O Qero é uma plataforma de fidelização que oferece inúmeras vantagens para os usuários. Veja como ele pode ajudar seu negócio!

Conseguir clientes é uma missão complicada, entretanto, a manutenção desses consumidores pode ser ainda mais difícil. As campanhas de fidelização colocam em prática as estratégias que ajudam a conectar o cliente com a empresa, aumentando a possibilidade de que ele faça novas transações.

Existem diversas maneiras de fidelizar os clientes, porém, com a ajuda de uma plataforma esse processo pode ser otimizado, trazendo melhores resultados e facilitando o cotidiano. Por isso, é interessante conhecer como o Qero pode potencializar suas ações e ajudar nessa estratégia vital para o seu negócio.

Neste artigo, vamos entender a importância das campanhas de fidelização para os negócios e de que maneira o Qero contribui para otimizar essa estratégia. Além disso, veremos as principais vantagens que a plataforma oferece. Acompanhe a leitura!

Qual é a importância de campanhas de fidelização para os negócios?

A fidelização, de modo geral, é uma estratégia fundamental para qualquer empresa, seja qual for o tamanho da organização. Quando falamos nesse processo, nos referimos a todo o conjunto de estratégias, que acontece, até mesmo, com um bom atendimento em loja.

Além dos processos rotineiros, o investimento específico nessa área, traz muitos benefícios para a empresa. Clientes fidelizados compram mais, facilmente convencem um amigo a comprar. Além disso, é mais fácil vender uma novidade para um consumidor atual do que para um novo cliente.

Portanto, clientes fidelizados se tornam embaixadores da marca. Desse modo, a empresa consegue aumentar o potencial de captação de novos consumidores com a ajuda dos já existentes, sem a necessidade de investir grandes valores em marketing e publicidade.

O que é o Qero e como ele funciona?

O Qero é uma plataforma de fidelização que ajuda a criar vantagem competitiva para manter relevante a experiência do cliente. Em parceria com E-goi, a solução foi lançada no mercado, facilitando o acesso dos clientes ao programa e, consequentemente, permitindo que ele aproveite o universo de vantagens oferecido.

A plataforma consegue oferecer, de acordo com o desejo do cliente, diferentes soluções. Os empreendedores, seja de loja física ou virtual, podem buscar campanhas para novas vendas, de fidelização, entre outras funcionalidades. Desse modo, a ferramenta supre as principais necessidades dos parceiros, potencializando os resultados.

O Qero foi especialmente pensado nos pequenos negócios, que muitas vezes não investem em estratégias para fidelizar seus consumidores. Normalmente, essas empresas contam com um número pequeno de colaboradores, pouco investimento e esse tipo de estratégia é deixada de lado.

Por isso, a plataforma buscou entender quais são os principais problemas desse tipo de negócio e disponibilizou uma solução que responda a todos esses desafios.

Como a Qero pode contribuir para a realização de campanhas de fidelização de clientes?

O objetivo da plataforma é oferecer uma solução que qualquer lojista consiga utilizar no seu negócio, sem grandes dificuldades. Ela oferece um conjunto de estratégias para a captação de contatos, para a comunicação e para fidelização.

Para tornar o processo de fidelizar mais prático, existem vários tipos de campanhas que o cliente pode criar. Algumas são simples e voltadas para descontos, por exemplo, “Ganhe 100 reais por 500 reais gastos na nossa loja”.

Outra opção é o envio de mensagens ultrapersonalizadas baseadas no comportamento de cada cliente. Isso pode ser usado para notificações importantes, promoções exclusivas ou lembretes automáticos. Além disso, a plataforma funciona como um cartão de fidelidade. Cada compra na sua loja ou site, acumula pontos que geram descontos ou promoções.

Quais são as vantagens de usar essa plataforma?

A utilização da plataforma Qero traz algumas vantagens para o usuário, possibilitando a criação de estratégias que trarão mais precisão e facilidade para quem deseja fidelizar clientes. Vamos conhecer alguns desses benefícios!

Simplicidade

Outro ponto positivo, é a simplicidade e praticidade da ferramenta. Dado a necessidade de oferecer um produto objetivo e fácil de ser utilizado por pequenas lojas, a criação dos projetos é bastante simples. O usuário consegue começar apenas colocando o título correspondente à campanha e o desconto que será utilizado, por exemplo. A partir disso, ela já fica disponível o universo de clientes.

Agilidade

O Qero está sempre se renovando e buscando soluções diferenciadas aos seus clientes. Em situações atípicas, como a epidemia que vivemos, a plataforma disponibilizou uma solução para gestão das encomendas de maneira rápida, trazendo mais conforto e facilidade para seus usuários.

Integração com E-goi

Uma das vantagens do Qero é sem a integração com o E-goi, pois permite que o usuário tenha acesso a um conjunto de estratégias de fidelização, mais a utilização de ferramentas como SMS marketing e e-mail marketing

Montar um programa de fidelização pode ser muito mais que disponibilizar um desconto para o cliente. Por isso, usando uma estratégia integrada do E-goi com o Qero, é possível conseguir excelentes resultados para o negócio, em mais de uma frente.

Segmentação

Outro benefício da ferramenta é a possibilidade de direcionar as campanhas por meio da segmentação do público-alvo. Dessa maneira, o usuário consegue criar estratégias mais precisas, atingindo potenciais consumidores e clientes com maior probabilidade de serem fidelizados, melhorando os resultados do negócio.

Relatórios

Nenhuma campanha, seja de marketing, captação ou fidelização terá sucesso, se os números não forem analisados. É fundamental monitorar e analisar os resultados das campanhas. Isso permite entender o que está sendo feito errado e ajuda a encontrar maneiras de melhorar, aumentando o potencial da estratégia.

Por isso, o Qero dá acesso aos resultados das campanhas realizadas, por meio de relatórios completos sobre os hábitos dos clientes, entre outros dados. Além disso, disponibilizar um dashboard com métricas atualizadas sobre as compras e vendas.

Neste artigo, vimos como o Qero é uma ferramenta fundamental para otimizar suas campanhas de fidelização e trazer mais competitividade para o negócio. Portanto, vale a pena investir nessa solução para manter seus clientes conectados a sua marca, aumentando a probabilidade que eles façam novos negócios e possibilitando que eles se tornem embaixadores voluntários dos seus produtos e serviços.

Gostou de conhecer mais sobre essa solução? Então, entre em contato conosco e saiba como aplicá-la no seu negócio com eficiência!

Para obter sucesso no Facebook, é preciso ficar por dentro das principais dicas sobre ads. Aqui, a gente explica sobre o assunto: saiba mais!

Contar com a estratégia deFacebook Ads para afiliados só tende a agregar ao profissional. Antes de explicarmos os motivos para esse investimento, vamos contextualizar brevemente sobre o assunto. Trata-se deanúncios publicitários que são veiculados na própria rede social, com o objetivo de ampliar o alcance de sua divulgação e proporcionar interações mais efetivas.

Hoje, a rede disponibiliza 10 tipos de anúncios divididos em três etapas do funil. Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você fique por dentro dos principais pontos que devem ser entendidos para o início de sua estratégia. Boa leitura!

Como o Facebook ADS funciona?

Conforme abordado, existem diferentes tipos de anúncios que podem ser divulgados em sua página. Para que você escolha o ideal, é preciso inicialmente entender sobre os seus objetivos de marketing na campanha de afiliados. Há o reconhecimento de marca, ou seja, visando a ampliar o seu alcance do público pretendido. Além disso, há a consideração dos produtos divulgados, cujo foco pode ser:

  • aumento do tráfego para determinado canal;
  • envolvimento com a publicação;
  • instalações de aplicativos;
  • visualização de vídeos;
  • geração de cadastro.

Dentre as alternativas disponíveis, é de responsabilidade do afiliado entender quais delas melhor se encaixam ao seu propósito para obter resultados mais relevantes. Para aconversão dos leads, há a opção focada especificamente em converter aquela pessoa alcançada, além de levar o cliente ao catálogo de produtos ou, até mesmo, gerar visitas ao estabelecimento.

Esse último seria o mais interessante a ser usado por um afiliado, uma vez que visaao impulsionamento de uma página para o incentivo da compra, além do aumento do tráfego do site e da promoção de download de materiais relevantes que estimulam na captura de leads.

Por que é importante investir em Facebook Ads?

Antes de mais nada, deve-se destacar sobre o alcance do Facebook no Brasil. Uma pesquisa recente estima que, apenas em nosso país, hácerca de 127 milhões de usuários em um único mês. Trata-se de quase 61% da população nacional, o que comprova a necessidade de definir estratégias e produzir conteúdos relevantes para esse canal.

Além disso, é preciso ressaltar sobre o quanto aspublicações orgânicas (ou seja, aquelas sem investimento) têm proporcionado um retorno abaixo do esperado nas páginas de empresas e pessoais. De acordo com o algoritmo do canal,menos de 5% do que é produzido chega até as pessoas que conhecem a sua marca, isto é, que curtem a página do seu negócio.

Deve-se destacar, ainda, o fato de que os usuários são inundados com material em todo o seu feed. Caso você não traga algum diferencial para as suas divulgações, dificilmente seus objetivos iniciais serão alcançados da forma como pretende.

Quais são as formas de diversificar a promoção de conteúdo?

Engana-se quem pensa que o Facebook Ads está voltado apenas para o feed de notícias do canal. Hoje, há diversas ferramentas que podem ser trabalhadas como um aliado do afiliado para a divulgação de seus produtos e serviços.

O story, por exemplo, é uma funcionalidade que deve ser explorada, especialmente pelas vantagens que ela traz. Por meio dessa ferramenta, é possível promover a interação de seu público com a marca, além de trazer de forma mais visual os diferenciais do produto ofertado.

É possível, ainda, produzir vídeos curtos e objetivos, de forma que prendam a atenção de sua audiência e despertem o interesse sobre o que é vendido. Por essa razão, é preciso usar a criatividade, além de encontrar parcerias que agreguem em vendas. No entanto, também é possível utilizar o Facebook Ads para essa função, permitindo que pessoas que não seguem a sua página possam ter acesso ao material elaborado.

Deve-se levar em consideração, ainda, o messenger. Em smartphones, o Messenger e o Facebook são aplicativos distintos um do outro. O diferencial é que o usuário não consegue visualizar as mensagens recebidas em sua rede caso não conte com o app de mensagens. Ou seja, é praticamente uma “venda casada”. Sendo assim, promova a sua marca também para essa ferramenta, o que permitirá um alcance ainda maior de seu nome no mercado.

Quais são os cuidados necessários para implementar uma campanha de Facebook Ads?

Agora que você já sabe o que é o Facebook Ads e como ele pode contribuir para as suas vendas, chegou o momento de ficarmos por dentro dos cuidados necessários para implementar uma campanha. O primeiro deles é o entendimento da segmentação de público. Como é um diferencial oferecido por quem investe na estratégia, existe a necessidade de ficar por dentro de quem você pretende alcançar e qual região seria mais interessante para os resultados.

Outros pontos de segmentação que são utilizados pela marca:

  • faixa etária;
  • sexo;
  • perfil demográfico;
  • interesses.

Além disso, é recomendado que trabalhe com orçamento diário em vez do vitalício. Esse segundo permite que a rede possa ter um entendimento mais exato de sua audiência para a publicação nos horários mais estratégicos, o que trará um retorno mais eficaz para a campanha.

Por fim, seja criativo nos anúncios. Escolha formatos inteligentes para o seu público, conte com imagens atrativas e que gerem curiosidade, além de definir um tom de voz que seja adequado à sua persona. Não se esqueça de oferecer botões call-to-action, proporcionando a oportunidade de aquele lead ser direcionado para algum canal assim que tiver contato com a publicação de sua página.

Quais são outras vantagens de utilizar esse recurso?

Além das vantagens já mencionadas, destacamos:

  • múltiplas oportunidades de alcançar a sua audiência com conteúdo relevante;
  • segmentação efetiva de quem deseja atingir;
  • capacidade de executar o remarketing;
  • possibilidade de mensurar os resultados e aperfeiçoar aquilo que não vem trazendo retorno;
  • facilidade no cálculo do ROI.

Neste conteúdo, você pôde entender um pouco mais sobre a importância do Facebook Ads para afiliados. Como em qualquer outra estratégia de marketing digital, é fundamental contar com um bom planejamento, ter os objetivos bem definidos, além de mensurar continuamente as ações que vêm obtendo retorno e aquelas que precisam ser aperfeiçoadas. Assim, garantirá o sucesso de seu negócio e conseguirá alcançar as metas preestabelecidas.

Gostou das dicas apresentadas e deseja ter acesso a outros conteúdos semelhantes? É só seguir as nossas redes sociais. Estamos noFacebook, noTwitter, noLinkedIn e noYoutube!

Nos tópicos a seguir, mostraremos as características e as vantagens que essas ferramentas trazem no intuito de você ajudar a construir um diferencial competitivo perante seus concorrentes.

Gerenciar um negócio é uma tarefa que requer atenção a certos detalhes e a construção de uma visão de mercado que ajudará o profissional a tomar decisões sábias e eficientes. Aos que estão no início dessa jornada, é interessante ter conhecimento de algumas ferramentas para pequenas empresas, que ajudarão na administração e promoverão a produtividade no ambiente de trabalho.

Alguns podem achar que esse tipo de investimento é adequado apenas às grandes corporações e franquias espalhadas em centros de compras. Entretanto, com o auxílio de cada ferramenta, sua marca poderá conquistar o público de uma maneira eficiente, obter o engajamento desejado e ter uma forte imagem na vida dos consumidores.

1. E-mail marketing

Muitos poderão achar que, com a ascensão das redes sociais, o endereço eletrônico só tem servido na hora de fazer o cadastro nesses ambientes digitais ou no preenchimento de um formulário em uma landing page de um site.

No entanto, ele é uma ferramenta de contato com o cliente muito eficiente e, desde os primórdios, ele é considerado uma das principais para pequenas empresas. Isso se dá pelo fato de que certos sites serão tendências e depois, com os avanços tecnológicos, outros apresentados ao público contendo mais recursos e opções atraentes.

Logo, não é interessante focar apenas nos canais de comunicação que recebem visitas assíduas. Com o e-mail marketing, sua empresa poderá iniciar um processo bem estruturado de relacionamento com aquelas pessoas que já demonstram interesse em adquirir seus produtos ou serviços e, também, com seus clientes já conquistados.

É uma boa oportunidade de propagar sua imagem e facilitar as vendas. Entretanto, é importante lembrar-se de que é necessário contar com o marketing de permissão antes de dar início a esse procedimento, porque o usuário deve consentir com a ação de receber as novidades e os demais informativos que sua marca produz e propaga.

Portanto, ter o apoio de tal serviço e incluí-lo no seu planejamento estratégico é uma forma de crescer e mostrar uma boa reputação online. Afinal, você estará agindo profissionalmente com o intuito de promover um papel de facilitador na vida desses indivíduos.

2. Plataforma de gerenciamento de contatos

Não importa o tamanho da sua empresa, sem um bom gerenciamento de contatos, muitas oportunidades de vendas são perdidas, e muitos usuários que demonstraram interesse em sua mercadoria deixam de ser levados ao processo de conversão por falta de pensamento estratégico. 

Não é fácil gerenciar pessoas e implantar as estratégias certas que maximizem a importância do seu negócio na vida delas. Porém, com a ajuda da tecnologia, esse cuidado se torna compreensível de ser controlado. Essa é uma das ferramentas para pequenas empresas que permite uma melhor gestão da sua lista e conta com dados interessantes que ajudarão no seu dia a dia.

Existe uma plataforma que facilita a limpeza da sua base e o envio de e-mails ou sms marketing apenas aos que realmente interagem com os envios ou não costumam marcá-los como spam.

Há, também, a opção de fazer uma segmentação geográfica que colabora muito na propagação de palestras, cursos e eventos em determinada região, além de outras funcionalidades que darão suporte e permitirão que você tenha uma boa visão do andamento dos seus serviços. Afinal, é preciso ficar ciente dessas questões no intuito de crescer exponencialmente.

3. Estratégia omnichannel

Ao longo das gerações, o consumidor apresenta um comportamento diferente relacionado ao modo de pensar e, principalmente, na maneira de realizar uma compra. O comprador de hoje em dia é bem mais ligado à tecnologia e quer resolver qualquer demanda ou problema que tiver com um processo simples, sem precisar sair de casa e com a ajuda da multifuncionalidade de um smartphone.

Como foi dito anteriormente, uma marca não pode restringir-se ao canal de comunicação que conta com uma grande popularidade na atualidade. É interessante contar com outras opções que seu público usa e implantar estratégias eficientes em cada uma delas.

No entanto, com essas escolhas, o histórico de atendimento com seu cliente fica dividido entre esses ambientes. Com a estratégia omnichannel, sua corporação poderá reunir todas essas informações em um único ambiente, sejam elas feitas de forma online ou offline.

Com a implantação dela no seu local de trabalho, a experiência do usuário com sua empresa será dinâmica e tornar-se-á ágil, devido à facilidade dessa que é considerada uma das melhores ferramentas para pequenas empresas dos dias atuais. Afinal, são aspectos assim que colaboram e facilitam o procedimento de fidelização com clientes.

4. Geração de relatórios e resultados para análise

Antes de enviar e-mail, sms ou notificações para sua base de clientes, é interessante testar e analisar tais procedimentos. Afinal, o intuito é impressionar seu público, e o segredo da fidelização está nos pequenos detalhes. Portanto, faça uso de uma das ferramentas para pequenas empresas que permite a geração de relatórios e análises de resultados específicos.

Por exemplo, o teste A/B com seu e-mail marketing é uma tarefa imprescindível e não pode ficar de fora da sua estratégia, porque ele mostrará a melhor forma de envios, e você e sua sua equipe poderão fazer campanhas bem mais eficientes e focadas em suprir as necessidades daquela persona.

Há, também, outras informações importantes quanto à taxa de abertura, aos tipos de dispositivos usados pelos usuários que recebem suas mensagens e às partes da sua newsletter que promoverão uma grande interação com eles. São dados muito importantes que ajudam sua corporação a tomar decisões consistentes e com foco na melhoria contínua.  

5. Ferramenta para monitoramento de visitas no site

Essa é uma das ferramentas para pequenas empresas que melhorarão sua presença online e deixarão seu site bem mais atrativo aos visitantes. É possível automatizar certas atividades do seu blog e lidar com métricas que ajudam a melhorar o tráfego dele.

É muito importante fazer esse acompanhamento, pois ele permite uma melhor captação de leads e melhores oportunidades de você gerar receita. Afinal, todo dono de negócio tem o desejo de ver a empresa crescer. Portanto, não perca tais oportunidade e use a tecnologia a seu favor. 

Neste artigo você conferiu as principais ferramentas para pequenas empresas e quanto elas ajudam sua marca a obter a ascensão desejada. Portanto, escolha uma plataforma confiável que apresente todas essas funcionalidades e facilite seu gerenciamento de processos.

A E-goi dispõe de todas essas funções que foram apresentadas ao longo deste post e outras que poderão ser bem úteis na sua gestão. Logo, entre em contato conosco por meio do nosso site e invista no sucesso do seu negócio.   

Você sabe qual é o real poder do feedback de cliente? Leia o texto e entenda mais sobre o assunto!

Você já deve saber como um cliente satisfeito e fidelizado é precioso para a sua empresa. O que talvez você não saiba é que a fidelização está diretamente relacionada com o feedback de cliente (seja ele positivo ou construtivo). O segredo por trás disso é o poder de conhecimento que a empresa tem do seu comprador. 

Dessa forma, ao receber os feedbacks da clientela, você, gestor, pode aplicar ações resolutivas para as dores apresentadas na declaração, tornando o cliente satisfeito. Além disso, deve utilizar o feedback para aumentar o conhecimento sobre o que o cliente está buscando e fazer com que a marca esteja mais bem preparada para receber tal consumidor.

Já deu para perceber que este material promete muito conhecimento, não é? Siga a leitura e descubra mais!

O valor da fidelização

Para entender a importância da fidelização, é necessário que você reconheça que é mais caro e trabalhoso conquistar novos clientes do que manter o consumidor que já conhece a sua marca e os seus serviços.

Além disso, a sua clientela fidelizada auxilia no processo de reconhecimento da empresa para o círculo social dela. Os consumidores que têm essa postura são chamados de clientes promotores, e você vai conhecê-los mais tarde neste material. 

A conquista do feedback

Não vá esperando que todos os clientes que passam pela sua loja ofertam um feedback espontâneo, recheado de críticas construtivas e tudo aquilo que já vimos que é benéfico para a sua empresa.

Assim como clientes satisfeitos, feedbacks precisam ser conquistados. Por isso, é necessário que o seu negócio implemente meios e reforce, sempre que possível, o quanto deseja saber mais sobre o consumidor. Se você quer saber quais são esses meios, além de entender como cada um deve ser aplicado, siga a leitura dos próximos tópicos!

Elabore NPS

Lembra-se do que falamos antes sobre os clientes promotores? Pois bem, chegou a hora de entender um pouco mais sobre eles e a personificação do ditado “o boca a boca é a melhor propaganda”.

Para isso, precisamos conhecer a metodologia Net Promoter Score, criada pelo estudioso Fred Reichheld, nos Estados Unidos. Esse método é, basicamente, uma série de perguntas que devem ser feitas para o consumidor da marca. Cada resposta é utilizada para construir conceitos sobre o cliente e o catalogar em promotor, neutro ou detrator.

Você já sabe o que são os clientes promotores e entendeu que a conquista dessa postura deve ser o objetivo da sua marca. Mas, então, como saber se a sua empresa conta com esse público? E, além disso, como conhecer os clientes detratores (que precisam de atenção para serem “convertidos” para a sua empresa)?

A resposta é: elabore o NPS da sua marca. Disponha, nas plataformas online, uma lista rápida de perguntas como: “qual é a chance de indicar a nossa empresa para os seus amigos?”, oferecendo notas de 0 a 10 para as respostas. Classifique as respostas desta forma:

  • 10 e 9 – clientes promotores;
  • 8 e 7 – clientes neutros;
  • 6 a 0 – clientes detratores.

Promova pesquisas de opinião

As respostas abertas também é uma boa forma de conhecer os seus fregueses. Para recebê-las, é necessário implementar as famosas pesquisas de opinião. Elas podem ser categorizadas em 3 tipos, e cada uma carrega uma maneira de ser ofertada ao consumidor. Conheça-as agora!

Online

As pesquisas de opinião online são as mais aplicadas atualmente (e também mais respondidas), justamente pela facilidade de acesso. Sabemos que as redes sociais é umas das maiores plataformas de interação com o consumidor.

Pois bem, as pesquisas podem ser feitas de diversas formas: desde maneiras “informais”, como pesquisas no Facebook ou enquetes no Twitter, até os formatos mais “sérios”, como os gadgets no site da sua empresa.

Periódicas

Essa categoria, como o nome já explica, é feita a cada 3, 6 ou 12 meses e serve para obter um feedback global dos clientes. A aplicação da pesquisa pode ser física, com totens na loja, por exemplo, ou online, no site da empresa. Vale saber que, no caráter online, é possível automatizar tal tarefa.

Transacionais

Essa opção está diretamente ligada à experiência do cliente, ou seja, é uma pesquisa de satisfação pós-venda. Dessa maneira, é possível obter o feedback da transação individual. Para aplicar, podemos utilizar os recursos como telefonemas ou e-mails automáticos, solicitando, então, respostas de um questionário rápido sobre os serviços prestados.

Incentive o pós-venda na empresa

É claro que o pós-venda não é resumido em apenas uma pesquisa de satisfação. Essa estratégia engloba diversas ações que podem ser tomadas após a concretização da compra do consumidor. Saiba que todas elas têm a ver com comunicação, e, por isso, é importante investir nos canais de atendimento da empresa.

A ideia, portanto, é alimentar a relação com o cliente e fazê-lo perceber que o objetivo da sua empresa não é somente fechar negócios, mas torná-lo totalmente satisfeito com a experiência ligada ao consumo.

Note que, ao manter o contato e convencer o cliente de que a marca se preocupa com a opinião dele, é muito mais provável que ele se sinta confortável para dividir opiniões sobre a empresa e também sugerir melhorias. O feedback, nesse caso, é oferecido de forma natural. 

Adote ferramentas que contribuam para esse retorno

A construção da cultura do feedback não deve iniciar quando uma venda é consolidada. É necessário que todas as ações da empresa tenham esse objetivo em comum. O ideal, portanto, é que o seu negócio conte com ferramentas que melhorem a relação com a audiência, desde o início até o fundo do funil.

Uma boa atitude a ser implementada é o e-mail marketing, ação estratégica de marketing digital que, caso seja bem construída, pode converter, otimizar e fidelizar clientes. Se você nunca ouviu falar, vale a pena testar as funcionalidades da estratégia. 

A gente sabe que, ao clicar neste post sobre feedback de cliente, o seu objetivo era saber como aumentar as vendas do seu negócio. Saiba que a nossa equipe e-Goi trabalha exclusivamente para que você tenha acesso aos melhores produtos para que, além de aumentar as vendas, a sua empresa seja lembrada pelo consumidor.

Então, se você quer saber quais são esses produtos incríveis que a nossa empresa prepara para a sua marca, entre em contato conosco! Estamos sempre à sua disposição!

Um dos maiores desafios dos professores é realizar atividades extracurriculares que realmente despertem a atenção e engajem os alunos. Se essa também é a sua dificuldade, eu preparei esse artigo para te auxiliar.

Promover atividades extracurriculares que motivem os alunos sempre foi um grande desafio para os professores e, com a pandemia do COVID-19, essa tarefa se tornou ainda mais complexa, afinal, as possibilidades do presencial se “limitaram” ao online.

A grande questão aqui é que, seja presencialmente ou por meio de plataformas virtuais de comunicação, é possível sim realizar atividades práticas que encantem os alunos e que, ao mesmo tempo, os preparem ainda mais para o mercado.

Considerando esse cenário eu vou te apresentar na sequência desse texto o “Programa BAPA”, desenvolvido pela E-goi, como solução que ajuda professores de todo o Brasil a criar atividades extracurriculares (aulas, workshops, palestras, cursos e etc.) que podem ser desenvolvidas tanto em sala de aula quanto remotamente.

Vem comigo?

O que é o Programa BAPA

O Programa BAPA (Brand Ambassador and Product Advocate) é uma iniciativa da E-goi que teve início em 2019 na cidade de Matosinhos, em Portugal. O objetivo principal do BAPA é disseminar conhecimento sobre marketing digital para alunos de cursos profissionalizantes, superiores, de pós-graduação, mestrado e doutorado.

Para que esse objetivo se cumpra, o BAPA aborda os professores ou coordenadores das instituições de ensino (ou vice-versa), apresenta o programa e, em parceria com esses educadores, analisa quais turmas estão mais aptas a se beneficiarem com as capacitações.

Num segundo momento, o professor responsável pela(s) disciplina(s) verifica a grade de conteúdos e temas que programou para o semestre e solicita que o BAPA desenvolva uma atividade extracurricular prática (ou mais) que complementa aquilo que ele irá ensinar em sala de aula. 

Veja um exemplo ilustrativo: um professor da “Faculdade A”, responsável pela disciplina de Marketing, tem 5 aulas teóricas programadas com os seguintes assuntos: gestão de redes sociais, e-mail marketing, web push, campanhas pagas e automação de marketing.

Diante disso, para que os alunos não fiquem “presos” apenas à teoria, ele pode solicitar que o BAPA crie uma aula prática na Plataforma E-goi sobre um dos temas acima (ou todos eles, caso queira) para apresentar aos universitários como atividade extracurricular.

Feita a solicitação com antecedência mínima de 15 dias, o BAPA irá criar e customizar um treinamento focado no tema demandado pelo professor e que atenda a necessidade dos alunos. Após formatá-lo, o BAPA irá enviar o material ao professor para aprovação e, somente após receber um “sim”, será agendado o dia e horário para aplicação da aula.

No dia do treinamento, o BAPA é o responsável por aplicá-lo, contudo, o professor terá total liberdade para intervir, participar, ajudar e motivar os alunos. O BAPA é apenas um coadjuvante que está ali para enriquecer e fomentar ainda mais o trabalho do educador.

É importante ressaltar que, a princípio, a intenção da E-goi era focar nas turmas que estudam administração de empresas, economia, tecnologias e ciências contábeis, porém, como as estratégias digitais passaram a fazer parte dos mais variados segmentos, o Programa BAPA foi estendido para cursos diversos como na área da saúde, por exemplo.

De maneira resumida, esse programa tem gerado resultados incríveis! Em menos de 1 ano de existência, o BAPA já capacitou mais de 700 alunos de instituições de nível superior, mais de 100 alunos de instituições de nível não superior, sendo que mais de 30 instituições de ensino foram visitadas em Portugal, na Espanha, Colômbia, Argentina, México e El Salvador.

Benefícios do Programa BAPA

Um dos principais benefícios do Programa BAPA é a possibilidade de oferecer aos alunos uma experiência prática numa ferramenta de automação de marketing omnichannel já consolidada e utilizada por marcas renomadas como Banco do Brasil e O Boticário.

Muitos professores têm uma grande bagagem de conhecimento teórico, mas, algumas vezes, não conseguem tornar a matéria tão atrativa pela falta de ferramentas onde os alunos possam praticar aquilo que está sendo ensinado, logo, surge o desinteresse e a desmotivação.

E isso não acontece quando o professor se torna parceiro do BAPA, afinal, praticamente todos os temas do universo do marketing digital podem ser trabalhados de forma prática contando com o apoio da Plataforma E-goi.

Outro aspecto muito interessante dessa parceria é que o conhecimento não fica limitado ao dia da atividade extracurricular, pois os alunos e o professor ganham acesso individual à Plataforma E-goi por 1 ano com todas as funções liberadas, então, mesmo após o treinamento, eles poderão continuar praticando o que aprenderam com o BAPA.

E o acesso à E-goi não fica restrito somente aos alunos e professores! Se a própria instituição de ensino quiser usufruir da plataforma para criar campanhas de comunicação internas e externas, nós podemos também fechar uma parceria estratégica por 01 ano, sem custos envolvidos.

E por fim, mais um fator chamativo é que a parceria entre BAPA e instituição de ensino não tem prazo de validade. Enquanto houver entendimento que a sinergia entre as partes permanece dando bons frutos, o trabalho continuará e mais turmas receberão conhecimento prático. 

Como a E-goi obtém vantagem

O principal desejo da E-goi atualmente é aumentar o reconhecimento da marca, assim como a sua autoridade no mercado brasileiro, então, se mais pessoas tiverem acesso à nossa plataforma, mais rápido caminhamos para conquistar essa meta.

Mas não temos os olhos voltados apenas para nós! Quando o BAPA auxilia na formação dos alunos através das capacitações que promovemos, automaticamente, estamos contribuindo para lançar no mercado profissionais acima da média que realmente farão a diferença.

Além disso, exercitamos o nosso papel social, possibilitando através do conhecimento, que os alunos ganhem, desde cedo, habilidades para criar um negócio digital do zero e, consequentemente, passem a ter renda própria; seja para pagar o curso em andamento ou ajudar nas despesas familiares.

Como faço contato com o BAPA

Caso tenha gostado da nossa proposta e queira levar o BAPA para a sua instituição de ensino, envie agora um e-mail para cnascimento@e-goi.com ou chame direto no whatsapp clicando aqui. Será um grande prazer fecharmos uma parceria.

As pessoas passam o tempo na internet, mas não sabem que podem lucrar com isso. Neste artigo, saiba como vender produtos digitais!

A transformação digital acarretou diversas mudanças no mercado. Com elas, o acesso à internet tornou-se cada vez mais simples e amplo para os profissionais — que passaram a procurar boas condições de trabalho, flexibilidade e comodidade. Com a finalidade de obter sucesso nesse meio, o ideal é compreender como vender produtos digitais.

A busca por atividades em que os indivíduos se sentissem recompensados pelo tempo e esforço dedicados criou uma nova tendência: os empreendedores digitais. Esse modelo de empresa abriu um leque de oportunidades para as pessoas lucrarem. Uma delas é com a venda de infoprodutos, que são materiais como ebooks, podcasts, videoaulas, entre outros.

Continue lendo este artigo e conheça um passo a passo para se dar bem nessa carreira!

1. Entenda o que são infoprodutos

Sua característica principal é a oferta de informação relevante para o consumo nos meios online. Os infoprodutos são vendidos ou distribuídos gratuitamente. Isso faz com que o consumidor possa acessá-los em qualquer lugar, desde de que tenha feito o download do arquivo. Além disso, eles podem ser criados em diferentes formatos, como áudio, vídeo, imagem ou texto. Uma de suas vantagens é que, além da função de venda, podem ser colocados de graça a fim de atrair potenciais clientes para o negócio. Conheça alguns dos seus modelos:

  • ebooks;
  • cursos online;
  • podcasts;
  • screencasts;
  • audiobooks;
  • programa para membros;
  • webinars;
  • infográficos;
  • templates;
  • e-magazines.

2. Confira o panorama do mercado de infoprodutos

Existem muitas razões que tornam esse negócio popular no Brasil. Uma delas é que o uso da internet aumenta cada vez mais, outra é que grande parte da população tem acesso a celulares e computadores. Com isso, as pessoas passam a consumir informações nesse meio. Em segundo lugar, esse mercado é conhecido por utilizar a estratégia de marketing de nicho — que proporciona um baixo investimento inicial.

Por fim, a venda de produtos digitais é escalável. Isso significa que, após criar um infoproduto, você poderá comercializá-lo quantas vezes conseguir, sem precisar preocupar-se com a produção, a distribuição e o armazenamento de mais itens. A única exigência será seu empenho para vendê-los. Então, se você se interessa por esse segmento, aprenda a montar seu negócio online. 

3. Saiba como criar e ser um produtor de infoprodutos

Para fazer um produto digital, você precisará transmitir seu conhecimento de forma simples e fácil de entender. Além disso, terá que escolher um assunto que gera curiosidade no seu público, a fim de ele ter ainda mais vontade de baixar outros arquivos. Atualmente, existe um volume muito grande de conteúdo disponibilizado na internet. Por isso, é fundamental que o seu tenha qualidade para conquistar os usuários. Confira algumas dicas sobre como vender produtos digitais:

  • escolha um bom assunto para ensinar;
  • crie sua persona;
  • invista na produção;
  • selecione uma plataforma de hospedagem;
  • divulgue seu infoproduto em programas afiliados;
  • use as redes sociais;
  • faça campanhas de e-mail marketing;
  • atraia compradores por meio de anúncios online.

4. Veja como ser um afiliado

Agora que você já entende como ser um infoprodutor, saiba que também existe a opção de se transformar em um afiliado. Qualquer pessoa pode atuar nessa área, já que esse profissional não precisa criar um item para ser comercializado. Nessa função, você apenas promoverá os produtos de outras pessoas em troca de uma comissão sobre a venda. Basta cadastrar-se em uma plataforma de afiliação, como Hotmart, Eduzz, UOL Afiliados e Monetizze.

5. Conheça o programa de afiliados

Antes de tudo, tenha em mente que esse modelo de negócio tem sido considerado uma ótima alternativa para ganhar dinheiro online e ser um empreendedor digital. A partir dessa ideia, o programa de afiliados consiste em aumentar suas chances de lucrar. Ele reúne diversos indivíduos com os mesmos interesses para que todos cresçam no meio digital. Essa relação acontece entre um produtor e um afiliado.

Tudo isso funciona de maneira bem simples. Se você é um produtor, cadastre seu material digital na plataforma de sua escolha e faça as devidas divulgações para captar usuários que desejam promovê-lo. No caso do afiliado, registre-se e pesquise pelos produtos que quer vender. Nesse momento, é muito importante optar por itens que você tenha mais facilidade de encontrar o público-alvo.

6. Descubra como usar as redes sociais para impulsionar suas vendas

Investir em canais online é uma ótima estratégia para os empreendedores digitais. Isso porque é muito provável que uma grande parte do seu público esteja nesse meio. Então, conte com as redes sociais para divulgar seu produto, aumentar as vendas, engajar seu público e tirar dúvidas de compradores.

O Instagram é um excelente exemplo de plataforma para promover itens que apelam para o visual, como maquiagens, treinos, dietas etc. Além dessa possibilidade, o empreendedor pode optar pela divulgação paga, em meios como o Google Ads e Facebook Ads — que anunciam de forma imediata para um público segmentado.

7. Aposte nas vantagens desse modelo de negócio

Depois de ter aprendido todos os passos sobre como vender produtos digitais, esse último apresentará os benefícios de apostar no empreendedorismo digital. Os infoprodutos possibilitam muitos ganhos para quem quer trabalhar com a internet. Destacamos os seguintes pontos:

  • o investimento inicial é zero e, consequentemente, o risco é menor;
  • não é necessário criar seu próprio produto para vender;
  • esse método aplica o conceito de escalabilidade;
  • a variedade de produtos para promover é enorme;
  • a comunicação com o cliente é de responsabilidade do produtor;
  • essa alternativa pode ser uma nova fonte de lucro;
  • a logística é facilitada;
  • as vendas ocorrem 24 horas por dia;
  • para fazer parte desse mercado, não é necessário conhecimento técnico.

Agora que você sabe como vender produtos digitais e conhece suas vantagens, fica claro que empreender nesse meio é um dos caminhos mais favoráveis nos dias de hoje. Além disso, se você seguir todas os passos corretamente, ficará fácil conquistar seu primeiro cliente. Tudo vai depender de suas ações para obter sucesso. Por isso, não perca tempo e coloque em prática tudo que aprendeu!

Surgiu alguma dúvida a respeito do assunto? Então comente sobre o que achou e compartilhe com a gente suas ideias!

6 dicas de como aumentar a vantagem competitiva de seu negócio, além de pontos que comprovam a importância do marketing para o maior crescimento da empresa. Saiba mais!

Para que uma agência de marketing possa se destacar no mercado e conquistar vantagem competitiva, existe a necessidade de contar com um bom planejamento estratégico, elaborar uma boa estratégia para a gestão de clientes, além de estar por dentro das principais novidades do mercado. Isso vai contribuir, efetivamente, para que a empresa possa contar com um diferencial em relação aos seus concorrentes, o que trará um maior público e também terá a oportunidade de transmitir mais conhecimento ao mercado.

O que gera muitas dúvidas às pessoas está relacionado ao fato de que, muitas vezes, gestores apresentam dúvidas sobre como elaborar ações efetivas para que traga vantagem competitiva. Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você fique por dentro de algumas dicas importantes sobre o tema. Continue a leitura e saiba mais!

Conheça 6 dicas de como uma agência de marketing pode conquistar vantagem competitiva

1. Analise a concorrência

Com o objetivo de que a sua agência de marketing possa se destacar dos concorrentes, o primeiro passo é conhecê-los para uma análise sobre o que tem sido feito e quais são as principais estratégias utilizadas por eles. Para uma análise eficaz, deve-se identificar inicialmente quais são as principais empresas que atuam no mesmo segmento para que a sua equipe possa fazer um estudo sobre eles.

Aqui, vale a atenção de que nem toda agência de marketing será o seu concorrente direto. Deve-se estar atento, por exemplo, ao público que o seu negócio deseja alcançar, aos principais serviços oferecidos, além de ter uma noção clara de como a região onde está localizada também influencia nesse sentido.

Exemplo: se a sua agência for especializada em produção de conteúdo com foco nas melhores técnicas de SEO, não será concorrente direta de uma empresa que foca na produção de marketing de relacionamento com nomes de destaque, concorda?

Por essa razão, liste quais são as empresas que possam disputar o mesmo público que o seu negócio e colete informações necessárias sobre elas. Entre os dados a serem entendidos, avalie quais são os principais serviços, quais são as boas práticas de atendimento adotadas, a média de preço, a sua atuação nas redes sociais, entre outros pontos relevantes.

A partir disso, você vai ter informações suficientes para que possa estudar quais são as vantagens daquela empresa frente ao mercado. Avalie as principais qualidades, aqueles pontos que são fortes e que podem contribuir para uma atração de maior público. Assim, você terá a oportunidade de definir quais daqueles itens também será de interesse para a sua empresa investir e crescer.

2. Entenda bem o seu público

Conforme explicado, o público que a sua equipe deseja alcançar vai delimitar muitas de suas estratégias. Por meio desse entendimento, as suas ações de marketing serão mais focadas, além de contar com a possibilidade de uma avaliação mais precisa do mercado, com o objetivo de verificar o que as principais empresas oferecem para esse nicho em específico.

Diferença entre público e persona

Inicialmente, vamos entender sobre a diferença existente entre público e persona, uma vez que é fundamental ter as duas questões bem direcionadas. A primeira trata de uma definição mais abrangente sobre quais tipos de clientes sua empresa deseja alcançar, enquanto a segunda é mais específica e com características mais precisas.

Para que possa compreender de forma mais exata, vamos exemplificar. Suponhamos que a sua agência de marketing esteja voltada especificamente para empresas de pequeno porte localizadas na região onde você atua. Dessa forma, o seu público é composto por proprietários de pequenas empresas cujo principal objetivo é estar mais presente nas redes sociais e contar com estratégias bem definidas para os seus principais canais de comunicação.

Percebe-se, portanto, que é uma definição ampla de quem você deseja alcançar. Nesse caso, como seria a persona? Confira um exemplo abaixo.

  • Márcio, 33 anos, dono de uma academia de alta performance no bairro. Conta com redes sociais, mas não há publicações contínuas e nem mesmo uma estratégia elaborada. Deseja estar mais próximo de seus clientes a partir dessas redes, com um cronograma alinhado e um planejamento preciso para melhor organização de toda a equipe.

Ou seja, a persona é a representação semi-fictícia de seu cliente ideal, o que contribui para uma melhor tomada de decisão de toda a sua equipe.

Conversa com pessoas interessadas

Como definir o seu público e a sua persona, afinal? O primeiro passo é a análise de sua cartela de clientes atual. Entenda por que eles procuraram a sua empresa, saiba como o seu negócio contribuiu para o crescimento deles e avalie quais são os seus principais desafios e dores.

Assim, você tem a possibilidade de criar uma segmentação de público, uma vez que as suas soluções podem ser úteis para os mais diversos tipos de clientes. Partindo do exemplo apresentado, a sua agência pode contar com clientes que pretendem se expandir digitalmente, mas que ainda não investe em nenhum tipo de conteúdo para os canais, enquanto outras pessoas cheguem até a sua empresa já com as redes estruturadas e amplo crescimento.

Ou seja, selecionar quais de seus clientes já têm algum tipo de conhecimento sobre o serviço oferecido, enquanto outros precisam ser educados sobre os trabalhos realizados pela sua agência, contribuirá para que a sua empresa possa oferecer conteúdos e definir o tom a ser utilizado para as duas situações, o que aumenta a efetividade das negociações.

3. Aposte em inovação

Se a sua agência ainda não aposta em inovação e não busca por descobertas em vendas, está mais que na hora de mudar esse cenário. Entre os principais benefícios de apostar nesse tipo de estratégia, pode-se destacar o fato de que a relação entre a equipe se tornará mais dinâmica. Quando o colaborador entende que trabalha em uma empresa inovadora, naturalmente ele também se tornará mais inovador, propondo soluções para melhorar a experiência de seus clientes e buscando ideias no mercado que poderão ser eficazes para o seu segmento.

Além disso, a agência terá a possibilidade de vender mais e aumentar a receita, justamente porque contribuirá para o investimento em serviços com mais qualidades e pensado especificamente no cliente, o que permitirá que ele amplie o seu contrato e se fidelize. Por fim, vai oferecer maior valor aos seus produtos e serviços, especialmente pelo fato de entender as principais necessidades dos clientes e trabalhar em cima delas.

Para que a sua empresa atinja êxito nesse sentido, existe a necessidade de conhecer as principais ferramentas no mercado e avaliar quais delas seriam úteis para os serviços oferecidos pela sua agência. Hoje, por exemplo, há soluções que podem ser investidas relacionadas à gestão do negócio e também para a automação de atividades, como o marketing.

Assim, analise quais são as necessidades de sua equipe e o que é oferecido que contemple esses desafios, de modo que ofereça uma melhor experiência para os clientes, além de contar com uma gestão mais eficaz de seus membros.

4. Invista na capacitação dos profissionais

Investir na capacitação de profissionais traz inúmeras vantagens para a agência. A primeira que deve-se destacar está relacionada com o fato de que haverá uma maior retenção de seus talentos. Quando a empresa se preocupa com o conhecimento de seus profissionais, há o entendimento de que a gestão está atenta às principais exigências do mercado, além de transmitir a confiança para que eles sempre busquem por aprendizados, independentemente da necessidade.

Consequentemente, se tornarão mais produtivos, uma vez que o profissional que conta com habilidades específicas bem desenvolvidas, vai executar as suas funções em um espaço de tempo muito menor, permitindo com que tenha ainda uma visão mais estratégica sobre o negócio. Isso sem falar da melhor organização no trabalho, justamente por executar as demandas de forma mais simplificada.

Traz, ainda, melhorias no clima organizacional, justamente por se sentirem mais valorizados e com mais credibilidade para propor soluções que contribuam para o crescimento da agência. Assim, você vai contar com uma equipe motivada, engajada com as metas preestabelecidas e disposta a sempre trazer novidades que serão úteis para a vantagem competitiva da empresa.

Afinal, como investir na capacitação de seus profissionais? O primeiro passo é fazer uma pesquisa interna para o entendimento das principais necessidades de seus colaboradores. Por meio dessa estratégia, você vai traçar quais são os principais gargalos encontrados pelos profissionais no dia a dia de suas funções, o que permite buscar por cursos que trarão melhorias nesse sentido.

Logo em seguida, entenda quais são os principais tipos de capacitação que podem ser oferecidos em uma empresa:

  • comunicação — contribui para o aperfeiçoamento da comunicação entre a equipe e também com o cliente, trazendo as melhores práticas para fornecer feedbacks aos colegas de trabalho e até mesmo estimulando o rapport com os clientes envolvidos;
  • liderança — contar com bons líderes, independentemente da área de sua agência, é um passo fundamental para que os profissionais estejam aptos para qualquer desafio, além de orientarem de forma positiva a sua equipe para que desenvolva os seus principais potenciais;
  • motivação — às vezes você conta com uma equipe preparada e ideal para lidar com as mais diversas adversidades de seus clientes. No entanto, falta motivação. Por essa razão, procure investir também em treinamentos para que desenvolva o sentimento de pertencimento por parte de seus liderados;
  • formação — cada colaborador conta com competências e habilidades que devem ser desenvolvidas. Por essa razão, há capacitações que permitem esse diferencial, de modo que cada profissional exerça o melhor para que as entregas sejam mais eficazes.

Outro ponto que deve ser mencionado está no fato de que os próprios profissionais podem contribuir para o crescimento uns dos outros. Em uma mesma equipe, por exemplo, você pode contar com uma pessoa que tenha muita habilidade em determinado assunto, mas que não domina tanto outra área da empresa. Assim, há a possibilidade de o negócio desenvolver encontros semanais, nos quais cada colaborador possa passar para frente o seu conhecimento, o que permite uma maior aproximação de toda a equipe.

5. Entenda o conceito de capacidade dinâmica

Entender o conceito de capacidade dinâmica é outro ponto essencial para a vantagem competitiva de sua agência. Porém, o que de fato significa essa questão? Trata-se na habilidade desenvolvida pela empresa para que possa sobreviver ao longo do tempo e se adaptar às mais distintas realidades, de acordo com as exigências do mercado e com as transformações dos hábitos e necessidades de seu público.

Trazendo como exemplo as grandes corporações, pode-se comparar as atuações da Nokia e da Apple diante da revolução dos smartphones, por exemplo. Enquanto a primeira não estava preparada para oferecer equipamentos que condiziam com a atual procura, a segunda soube entender o que era a realidade das pessoas naquele momento e adaptar seu atendimento e o seu produto.

Mas como desenvolver essa estratégia? Inicialmente, deve-se entender sobre a importância de ter uma equipe eficaz e de delegar tarefas. Concentrar as principais atividades apenas na liderança impede com que haja outros pontos de vista sobre o mesmo assunto, o que acaba por desestimular a inovação.

Além disso, é preciso contar com especialistas nas mais diversas áreas, uma vez que contribuirá para diminuir erros estratégicos, além de reduzir custos. É preciso, ainda, contar com indicadores para que analise o crescimento do negócio, bem como ampliar a área de atuação com foco em manter a qualidade dos serviços.

Deve-se relembrar, também, sobre a necessidade de sempre trazer novidades. Agências de marketing precisam se reinventar constantemente, justamente pela transformação observada no mercado em tão pouco tempo. Caso a sua empresa saia na frente de seus concorrentes com determinada estratégia, certamente vai observar um crescimento mais significativo, além de trazer a certeza ao seu público da qualidade do que é oferecido.

6. Cuide bem dos recursos

Antes de explicarmos como cuidar bem dos recursos de sua agência, é preciso inicialmente entender quais são os 3 principais.

Recursos tangíveis

São os recursos mais fáceis de serem identificados, uma vez que é o recurso financeiro e físico de sua empresa. Trata-se de todo o equipamento utilizado para as funções no dia a dia, bem como o dinheiro disponível em caixa para investimentos.

Nesse sentido, as empresas devem conscientizar seus profissionais a cuidarem dos equipamentos como se fossem deles, além de haver uma orientação para que utilizar com sabedoria a verba financeira disponibilizada para a sua área.

Exemplo: o setor de eventos de sua agência, ao realizar uma importante ação para a empresa, deve priorizar fornecedores com o melhor custo-benefício, além de fazer diferentes tipos de orçamento para a contratação daquele mais adequado ao negócio.

Recursos intangíveis

Diferente do primeiro caso, não há como observar em números esse tipo de recurso. Trata-se, por exemplo, da relação de confiança que a agência tem com o seu público, além de entender qual é o grau de inovação apostado pela sua empresa.

Além disso, trata-se da cultura de sua agência. Quais são os principais valores buscados em profissionais no momento da contratação? Ao contar com esses itens bem definidos, consequentemente a contratação de novos colaboradores será mais eficaz, o que reduz gastos e retém capital intelectual.

A cultura do negócio vai delimitar, ainda, qual é a identidade da empresa, como são os principais processos, a rotina das pessoas que ali trabalha, bem como o comportamento esperado de cada um nas mais distintas ocorrências.

Recursos humanos

Valorizar os recursos humanos de sua empresa será o grande diferencial para a vantagem competitiva da agência. Ao longo do conteúdo, mencionamos algumas práticas que contribuirão nesse sentido, como a prática de treinamentos.

É preciso que estabeleça estratégias de engajamento perante os seus profissionais, realizando eventos que contribuam para a sua satisfação e para a valorização de suas atividades. O ideal é contar com metas bem estabelecidas, além de promover o reconhecimento por parte daqueles que melhor atinjam o resultado esperado.

Mensalmente, por exemplo, pode-se fazer a premiação de quem “melhor cumpriu com o que é esperado”. Assim, durante a sua rotina, os colaboradores vão correr atrás de exercerem as suas atividades conforme a agência espera, o que trará ganhos para o atendimento e também para a satisfação dos clientes.

Entenda como o marketing poderá contribuir para a vantagem competitiva

Agora que você já sabe quais são as melhores práticas para adquirir vantagem competitiva em seu negócio, chegou o momento de entendermos como o marketing poderá contribuir para a vantagem competitiva. Afinal, essa área de sua equipe deve ser muito bem estruturada, uma vez que é preciso demonstrar, dentro “da própria casa”, que a sua empresa entende como se faz!

Maior proximidade com o público

O primeiro ponto está relacionado com a melhor proximidade com o público. Uma importante forma de tornar isso possível é o investimento no marketing digital. A partir do conhecimento de sua persona e de suas principais dores, existe a possibilidade de produzir conteúdos relevantes que atendam a essa demanda, de modo que atraia pessoas interessadas em seus serviços para os principais canais de atuação.

Assim, a sua agência será enxergada como uma empresa que tenha autoridade no assunto naquele segmento, o que aumentará a confiança de potenciais clientes a entrarem em contato para fechar negócio. Tendo em vista atingir esse objetivo, faça blogposts, infográficos e vídeos para a sua audiência, tomando como base o tom de voz a ser utilizado que seja de acordo com quem vai ter acesso aos materiais.

Faça, ainda, e-books, contendo landing pages com títulos atrativos que convertem para que a sua equipe tenha dados sobre os seus clientes. O ideal, aqui, é entender qual lead é qualificado para a sua empresa. Tomando como base o exemplo dado da agência que busca pequenas empresas locais, o ideal é perguntar nessa landing page onde o negócio está localizado, quantos colaboradores atuam em seu negócio e se ele já investe em estratégias digitais.

Possibilidade de captar e nutrir leads

Consequentemente, ao adotar estratégias de marketing como essas, a sua equipe abre possibilidades de captar e nutrir leads, conforme mencionado. No entanto, como fazer esse fluxo de nutrição? O e-mail marketing aliado à produção de conteúdo é uma alternativa a ser considerada.

Para isso, deve-se ter uma base de e-mails para que possa fazer a nutrição. Não é indicado que compre uma lista com alguns endereços, uma vez que essas pessoas não estarão interessadas nos materiais enviados pela sua equipe. Além disso, deve-se ter um cronograma bem definido, de modo que não haja saturação de mensagens enviadas, o que poderia levar ao lead a classificá-las como spam.

Também deve-se analisar a oportunidade que ferramentas de automação trazem, que possibilita alguns ganhos para a estratégia. Entre elas, pode-se ressaltar:

  • ampliar as oportunidades de venda;
  • contar com um melhor gerenciamento de contas;
  • contar com recursos de marketing avançados;
  • ter soluções que contribuam para aumentar a receita;
  • maior otimização do trabalho.

Além disso, há ferramentas que já contam com alguns templates preestabelecidos, além de trazer a possibilidade de planejar e iniciar o relacionamento de modo mais efetivo.

Estratégias sustentáveis para o negócio

Para que uma estratégia possa alcançar a vantagem competitiva do negócio, é preciso atender a 3 critérios principais. O primeiro deles, já mencionado por nós, diz respeito ao fato de que precisa gerar valor ao cliente, peça fundamental para o sucesso de sua agência. Além disso, deve-se ressaltar sobre a importância de você adquirir uma vantagem que não existam substitutas disponíveis aos concorrentes, de modo que não haja a possibilidade de copiar a sua ideia.

Outro ponto, que é o foco neste tópico, diz respeito à sustentabilidade da ideia. É preciso que ela consiga se concretizar ao longo do tempo, de modo que a sua equipe tenha braços para efetuar as ações planejadas e que os resultados possam ser mensuráveis para aprimorar pontos que ainda não atingiram os objetivos pretendidos.

Nesse sentido, o marketing, especialmente voltado para as estratégias online, se destaca. Por meio das ações apresentadas, você tem a oportunidade de analisar quais clientes está atingindo, quais ainda não conseguiu alcançar, mas que seria interessante para a sua estratégia, bem como analisar como o investimento está trazendo retornos para a sua agência.

Neste conteúdo, você pôde conferir um guia completo de como a sua empresa pode conquistar vantagem competitiva, a importância das ações apresentadas, bem como a necessidade de conhecer o seu público e adotar ferramentas que auxiliem nesse processo. Conforme explicado, investir em soluções de automação contribuirão efetivamente para o que você pretende, de modo que se destaque da concorrência e permita alcançar os objetivos pretendidos.

Caso você tenha se interessado pelo assunto, entre em contato com a gente, converse com nossos profissionais e saiba como a E-goi poderá auxiliar nesse sentido.

A pergunta é obrigatória: as empresas podem tirar proveito da compra por impulso também online?

Embora compartilhem certas características, a maneira como o público compra online e fisicamente difere em alguns aspectos.

As compras online geralmente são mais planejadas. O próprio formato facilita isso, já que os produtos não estão em exibição (ou não todos, pelo menos) e, portanto, devem ser especificamente procurados.

A compra consciente é ótima e nos economiza muito dinheiro, mas o que acontece com os produtos comprados tradicionalmente por impulso?

É possível aproveitar esse tipo de compra no e-commerce?

O que é compra por impulso?

A compra por impulso é aquela que é feita de forma não planejada. Todo mundo foi ao supermercado e acabou comprando produtos que não tinha na lista, sem saber bem o porquê. As marcas sabem desse fato e é que até 65% das compras são feitas dessa forma.

Seja por serem coisas que esquecemos de apontar ou porque o posicionamento nos faz querer momentaneamente, as marcas sabem que ter um lugar estratégico dentro da loja é essencial para que aumentem suas vendas.

Mas, o que acontece agora que as compras online cresceram exponencialmente? Nesse caso, a pessoa não anda pelo shopping e sucumbe ao desejo … Ela pensa o que quer, procura e compra. É por isso que os produtos normalmente comprados dessa forma estão perdendo vendas.

A pergunta é obrigatória: as empresas podem tirar proveito da compra por impulso também online?

Como são aproveitadas as compras por impulso em lojas físicas?

Posicionamento

Existe todo um ramo de marketing dedicado a este tópico. O corredor, a altura da prateleira, os produtos que a rodeiam … tudo influencia muito mais do que pensamos.

Por exemplo, produtos que estão perto de caixas têm grande probabilidade de serem consumidos. É evidente, enquanto fazemos fila para pagar temos mais tempo para olhar o que está por perto e que sem ser imprescindível, podemos querer comprar (pilhas, chicletes, chocolates, etc…).

Caminho obrigatório

Muitas lojas forçam o público a trilhar um caminho predeterminado. Por quê? Porque assim garantem que vêem os produtos disponíveis.

Esse tipo de estratégia funciona muito bem com aqueles setores que têm alguns de seus produtos a preços baixos. Outro formato com a mesma lógica, é colocar o nosso produto estrela num ponto distante da entrada e, ao longo do caminho, posicionar aqueles que queremos vender.

Atrair a atenção

O produto obviamente tem que ser atraente. A forma como o apresentamos determinará se a pessoa o compra ou não.

O exemplo mais conhecido dessa estratégia é a vitrine, que também possui toda uma área de estudos em marketing. Isso porque as marcas sabem que o que nelas é mostrado e a forma de fazê-lo atrairão mais pessoas ao nosso estabelecimento e, com isso, aumentarão as vendas.

Ofertas estacionais e relacionadas

Um bom desconto na hora certa é sinônimo de sucesso. Por definição, compras por impulso são aquelas que são geradas a partir de um desejo instantâneo, então o contexto do tempo é muito importante aqui. Um casaco não é desejado no auge do verão.

A lógica das ofertas relacionadas é a mesma. Se comprarmos um celular, oferecer fones faz todo o sentido, pois o consumidor encontrará a conexão entre os dois. Ou você acha que seria mais bem-sucedido baixar o preço por quilo de tomate? 😬

Como faço para trazer essas estratégias para meu e-commerce?

A Internet é um canal ideal na hora de descobrir novos produtos e serviços, mas claramente menos eficiente na hora de adquiri-los. Os processos exigidos pelo comércio online (registro, autenticação, pagamento …) aumentam o tempo entre o desejo e a compra, momento em que o cliente pode pensar melhor se realmente precisa do produto.

Não estamos tentando enganar o público. Vamos apenas tentar transferir o formato físico para o digital, para que consigamos impactar com a mesma eficácia que fazemos no ponto de venda.

  • Branding.

É claro que deve haver uma criação prévia da marca. Os sucessivos contatos que temos com a pessoa devem gerar proximidade e confiança.

A confiança na nossa empresa é um fator essencial para a concretização da compra. Ninguém vai ceder dados pessoais e / ou financeiros a quem não conhece. Por isso este ponto é claro: marcar presença em diferentes canais, mostrar a face humana da sua marca, construir relações de confiança. As decisões de compra serão feitas mais rapidamente.

  • Ofertas especiais.

Produtos que costumam ser comprados impulsivamente são aqueles de menor risco financeiro, ou seja, mais baratos ou cujo custo-benefício é percebido como positivo. Ao criar ofertas atraentes, teremos uma chance melhor de despertar o desejo.

Tenha ofertas relacionadas a épocas específicas do ano. Pense que é sempre uma boa altura para as pessoas visitarem sua loja online, portanto, ao aumentar o tráfego de usuários com uma isca, conseguiremos que eles entrem no nosso site, aumentando as chances de comprar outros produtos.

  • “Entra no olho”

Crie vitrines virtuais onde as pessoas possam escolher os produtos. Use, é claro, fotografias de qualidade e definições completas e relevantes sobre o produto.

Você pode usar o Instagram Shopping, por exemplo, que permite, apenas clicando na foto, mostrar as informações do produto e direcionar a pessoa para o ponto específico do site da sua empresa onde poder comprá-lo.

Catálogos virtuais.

Os catálogos virtuais seguem a mesma lógica dos catálogos porta-a-porta, com a vantagem de serem muito mais baratos e respeitarem o meio ambiente. Além disso, devido à pandemia, evitamos um ponto crítico de contato.

  • Personalização

Agora é a hora de se comunicar com os clientes de forma proativa. Use o histórico de compras, os tempos que você interagiu com a pessoa, para enviar produtos relacionados aos seus interesses.

Só conhecendo as características de cada um teremos sucesso no envio de campanhas. E não é tão complicado! Colete os dados que você possui e baseie-se neles para inferir o que aquela pessoa em particular precisará ou desejará no momento certo. Se o seu banco de dados for muito grande, não se preocupe, todo esse processo pode ser automatizado.

  • Facilite as compras

Como já referimos, uma das “desvantagens” das vendas online é o período que decorre desde a decisão de compra (ou sucumbe ao desejo) até o pagamento ser efetuado. Por isso é muito importante que consigamos, além de disponibilizar diversos gateways, que sejam confortáveis ​​e rápidos para o consumidor.

Não force o preenchimento de campos desnecessários nem forneça mais informações do que o estritamente necessário. Use formulários que consigam “lembrar” a pessoa para que ela possa acessar o mais facilmente possível.

Lembre-se: cada clique representa uma quebra de 30% no percurso do usuário até à compra.

Como vimos, a compra por impulso representa uma porcentagem significativa de alguns produtos, então não podemos deixar de notar. O uso das ferramentas que o mundo online coloca à nossa disposição nos ajudará a atingir os clientes de forma mais eficaz, aumentando assim as vendas.